Pressionado, o Chelsea recebe o Dínamo de Kiev pela Champions League

Costa e Hazard são as esperanças do Chelsea para reverter essa situação.
Com José Mourinho por um frio, o Chelsea volta a campo nesta quarta (4) após perder no último sábado para o Liverpool por 3 a 1. Muito se falava na demissão do português já no sábado. Não aconteceu. Com isso, aumenta ainda mais a pressão pela vitória e a recuperação da equipe. Terá transmissão do EI e do Space, às 17h45 (Brasília). Uma derrota londrina complicaria muito a situação, deixando os ucranianos abrirem 4 pontos de 6 que restam. 


Acompanhe em tempo real no nosso twitter: @BluesOfStamford.

Ivanovic e Pedro se recuperam
No treino desta manhã, Ivanovic e Pedro retornaram aos treinamentos, com remotas possibilidades de voltar ao time já amanhã. Por outro lado, Mourinho admite que não terá Falcao Garcia pelas próximas semanas. Além dele, Courtois segue fora.

Prováveis escalações:
Chelsea: Begovic; Zouma (Ivanovic), Cahill, Terry, Azpilicueta; Matic, Ramires; Willian, Oscar (Fàbregas), Hazard; Diego Costa. 

Dínamo de Kiev: Shovkovskiy; Morozyuk, Kacheridi, Dragovic, Vida; Miguel Veloso (Sydorchuk), Rybalka; Yarmolenko, Buyalskiy, Gusev; Kravets (Moraes). 

Nesta terça-feira, José Mourinho concedeu entrevista coletiva e se mostrou confiante na recuperação da equipe e na classificação:
“Penso que o Chelsea vai terminar em primeiro neste grupo. Se não terminarmos em primeiro, terminaremos em segundo. Estou totalmente convencido de que vamos nos classificar e eu penso que será em primeiro lugar. O jogo de amanhã não é sequer um partida que temos que vencer. Podemos nos classificar com um empate amanhã e duas vitórias nas últimas duas partidas, porque o Dynamo tem que jogar contra o Porto e ambos não podem vencer o mesmo jogo.
Mourinho se mostrou bastante confiante. (Foto: Chelsea FC)
A partida de amanhã não é uma ‘vitória-necessária’, é uma ‘não-derrota necessária’. Nossa situação na Champions League não é fenomenal, mas é uma situação absolutamente normal. Temos um jogo importante amanhã, mas eu repito que esse não é um jogo que temos que vencer, como um mata-mata. Estou convencido de que podemos terminar em primeiro e, se não em primeiro, em segundo.
Ontem, um amigo me enviou algumas frases de minha conferência de imprensa após a final da Champions League, em maio de 2004, de que eu havia me esquecido. Então eu disse que um dia em minha carreira maus resultados viriam. Eu disse isso em 2004, após vencer a final da Champions League com o Porto. Eu disse que um dia maus resultados viriam e que eu os enfrentaria com a mesma honestidade e dignidade que estava enfrentando então, como um campeão europeu. Maio de 2004.
Onze anos depois eu resisti à natureza do meu trabalho bem, e a natureza do futebol bem, esperando por isso. Isso demorou um pouco, mas veio em um momento em que estou estável e forte para enfrentá-lo.”
Chelsea e Dínamo de Kiev empataram por 0 a 0 na 3ª rodada desse grupo, em Kiev.

Postar um comentário

0 Comentários