“Caro José, isso é muito difícil de escrever" - Carta de um fã para Mourinho

Mourinho se despede de Stamford Bridge
O locutor da radio BBC Londres, Jeremy Vine, é um torcedor confesso do Chelsea, dono de pacotes de ingresso do clube há 20 anos.  Em uma carta aberta escrita por ele para José Mourinho ele mostra bem seus sentimentos em relação à demissão do treinador.



"Caro Jose,
Esta é uma carta muito difícil de escrever. Você nunca me conheceu, mas toda semana eu sento com a minha filha diretamente acima de sua posição no banco de reservas em Stamford Bridge.

O nome dela é Martha e ela tem onze anos. A primeira vez que eu a levei para ver  o Chelsea ela tinha quatro anos, e você era o treinador. Ela achou muito engraçado quando os torcedores do Blackburn Rovers cantavam: "Você será demitido na parte da manhã", e então você realmente foi.

Essa foi sua primeira fase ruim com a gente. Eu disse a ela para não se preocupar  porque você iria encontrar outro emprego e Chelsea iria encontrar um outro treinador. De fato, encontramos o suficiente para encher um ônibus: Grant, Scolari, Wilkins, Hiddink, Ancelotti, Villas-Boas, Di Matteo, Benitez. Como minha filha cresceu nessa época, metade das novas palavras que ela aprendeu foram os nomes dos treinadores do Chelsea.

Mas nunca foi o mesmo sem você. Abramovich, seu antigo chefe, ficou tão impaciente com os treinadores que te sucederam que demitiu uma a um, inclusive Di Matteo, mesmo ele tendo vencido a Champions League. Era como se todos nós sabíamos o Special One gostaria de voltar.

Você voltou quando Martha tinha nove anos. Ela estava tão entusiasmada quanto o pai dela. Eu disse a ela o que ela precisava saber: "Mourinho é maluco", disse eu, "mas assim são todos os grandes artistas." Mencionei Salvador Dali e Van Morrison para explicar por que às vezes a alma torturada faz a melhor arte. Eu disse a Martha que se você soubesse como se comportar a loucura iria trabalhar para o Chelsea.
 
 Jeremy e sua filha Martha durante as comemorações do titulo da Premier League em maio
E assim você o fez. Sua intensidade é incrível e eu adoro a sensação de perigo que você traz para cada momento do dia. Você sempre me lembrou o garoto mais popular da escola: as pessoas fariam qualquer coisa para ser seu amigo, e os seus jogadores fariam qualquer coisa para impressioná-lo.

Por um breve momento, o meio-campo eram tão apertado como Led Zeppelin. Embora Diego Costa acabou por ser uma descrição de um estado de espírito em vez do nome de um jogador, por alguns meses maravilhosos que ele foi impecável. As performances de Terry realmente mudaram, Ivanovic marcou gols a todo o momento, e eu ainda me lembro de twittar que "Hazard é agora o maior jogador do mundo", e com isso sofri centenas de abusos dos fãs de Messi. O ponto é, você fez isso Jose, você nos fez vencedores novamente. Você é um gerente incrivelmente bem sucedido e você nos levou de volta ao topo. Martha e eu te amamos por isso, apesar da loucura.

E então algo totalmente desequilibrador aconteceu. Eu tive que explicar para minha filha por que você tinha perdido a cabeça com a medica da equipe, a mais popular, (uma das mulheres mais proeminentes na Premier League) e eu não pude dar a ela nenhuma razão decente. Você não apenas a rebaixou, mas também levou ela a sair, você a humilhou. Você não deveria ter feito isso e eu acredito que os jogadores também ficaram sem palavras quando tentaram explicar isso para suas filhas.

Ela era popular; eles tomaram partido com ela contra você; você perdeu os vestiários. Você fez com que a médica a saísse e os jogadores demitiram você. Você entende isso, Jose? Você foi demitido por seus próprios jogadores. Quando você perceber o que é  que aconteceu, eu acredito que você vai encontrar pensamentos insuportáveis.

Vamos agora recomeçar com um treinador interino, e não vai ser a mesma. Creio que foi um erro terrível para o clube para não visualizar esta temporada como uma temporada para remontagem e começar a reconstruir uma nova equipe em torno de você. Alguém uma vez me disse: "O problema é que o Chelsea não tem um Beckham", em outras palavras, uma única figura que simboliza a equipe. Mas o que fizemos. Foi com você. Como Lynette disse ao ex-marido Tom em uma cena comovente em Desperate Housewives, foi sempre você.
Como um fã desesperado, eu sei que não haverá uma terceira passagem tua pelo clube. Você estacionou o ônibus e queimaram seus bancos. 

Você deu ao Chelsea mais troféus do que sonhou e, depois, acordou em um pesadelo sendo traído por jogadores que você escolheu. Portanto, tome algum tempo fora agora, Jose. Consulte a sua família e escolha suas prioridades. E se um dia você se arrepender do que aconteceu, a certeza de que há um pai, no oeste de Londres, que quer passar tardes preciosas com sua filha vendo o Chelsea ser comandado pela sua magia e loucura se desdobrando a frente dela.
Com os melhores cumprimentos,

Jeremy Vine."

Postar um comentário

0 Comentários