Chelsea sofre a segunda eliminação em 72 horas

Após cair na UCL, Chelsea cai na FA Cup.
Após ser eliminado pelo PSG na UEFA Champions League, o Chelsea cai também na FA Cup. A derrota por 2 a 0 no Goodison Park impede os blues de conquistar algum título na temporada.

Primeiro tempo
Muita falta e pouco futebol. Assim começou o confronto entre Everton e Chelsea, no Goodison Park. Logo aos 40 segundos de jogo, Cleverley recebeu livre dentro da área e finalizou para boa defesa de Courtois. Após a chegada do Everton, Kenedy tabelou com Pedro e finalizou por cima, esta, sendo a melhor chance do Chelsea no começo da partida. Já aos 44', Willian cobrou falta na entrada da área e Robles mandou para escanteio. A primeira etapa foi muito fraca, com poucas chances de gol

Mais uma vez, Kenedy demonstra um bom futebol ofensivamente, mas deixa a desejar quando tem que marcar. Comete faltas sem necessidade e é um tanto quanto afobado quando o adversário ataca pela direita. 

A equipe de Guus Hiddink jogou mal no primeiro tempo. Atacou pouquíssimas vezes e exceto a cobrança de falta do Willian, nenhuma outra chance clara de gol para assustar o goleiro Robles.


Kenedy teve bons e maus momentos na primeira etapa.
Segundo tempo
Sem mudanças, ambas as equipes voltaram para os últimos 45 minutos da mesma forma. Jogando pouco, o Chelsea chegou antes dos 15 minutos com Diego Costa, que driblou o goleiro Robles e sem ângulo, finalizou na trave. Buscando o contra-ataque com Lukaku, o Everton chegou com Funes Mori, que cabeceou por cima da trave de Courtois após cobrança de escanteio. 

A partir dos 65', o jogo se tornou mais aberto e ambas as equipes começaram a chegar com perigo, porém, sem eficiência. Aos 77', Lukaku foi lançado, dribla quase toda a defesa do Chelsea e abre o placar, num golaço (1:0). Cinco minutos depois, Lukaku novamente é lançado por trás da defesa blue e toca na saída de Courtois para marcar o segundo na partida.

Segunda eliminação em 4 dias. Não haveria maneira pior para terminar a temporada 2015/16, temporada para esquecer e já começar a planejar 16/17 com um novo treinador. Dias difíceis em Londres.