Temos em Conte a esperança


A temporada 2016/17 começa para o Chelsea na próxima segunda-feira (15), contra o West Ham. Com poucas contratações e nenhuma de abalar o mercado, os blues iniciam a temporada com uma equipe bem parecida com a das últimas duas temporadas, - a do título inglês e a do fracasso de 15/16, porém com um diferencial enorme: Antonio Conte.

O treinador italiano vem implantando sua filosofia de jogo desde o começo da pré-temporada, alternando várias opções táticas e buscando o melhor rendimento. Vimos no último amistoso contra o Werder Bremen, a melhor partida dos blues nesta pré-temporada. Hazard jogando o futebol que o levou ao posto de melhor jogador do ano na Inglaterra em 2015, Kanté ditando um ritmo muito forte no meio campo blue e as demais peças do meio-campo encaixando perfeitamente. 

LEIA MAIS:

Se há um problema que ainda não foi corrigido é a parte defensiva. Oito gols sofridos em seis jogos na pré-temporada. Cahill continua comprometendo muito, Djilobodji fez dois ou três jogos e já foi vendido para o Sunderland, Hector entrou no decorrer de algumas partidas e deverá se transferir para o futebol alemão. Ou seja, sobram Terry, Cahill, Zouma e Miazga, a mesma zaga que não deu muito certo na última temporada, principalmente após a lesão de Zouma, nosso melhor defensor. 

O Chelsea ainda deve se reforçar até o final da janela de verão. A pergunta que fica é: com o plantel atual, os blues disputam título nessa temporada? Provavelmente não, mas podemos ter em Antonio Conte uma arma fortíssima, um treinador que odeia perder e trabalha cansativamente buscando vitórias. Acertamos no treinador, falta acertarmos no resto. 

KTBFFH