Menos empréstimos, mais chances

O Chelsea na Era Abramovich sempre deu preferência para contratar jogadores de alto nível, os melhores do mundo e de certa forma deixou suas "canteiras" de lado.

Sim, o Chelsea investe na base, contrata jovens de todos os lugares do mundo, o problema é estes garotos terem oportunidade no clube, devido as contratações milionárias que chegam com o currículo na mão e barrando o espaço de jovens promissores que tem de ser emprestados para ganhar alguns minutos em campo.

Em alguns casos isso pode vir a dar certo, Courtois está aí para provar, é algo que todos os clubes fazem, jovens jogadores ou jogadores oriundos da base serem emprestados, mas o Chelsea passou dos limites. Moses, Piazon entre outros, passam anos e anos sendo emprestados. De Bruyne foi a gota d'água, o jogador cansou de esperar oportunidade e foi embora - hoje é um dos principais jogadores da Premier League.

Aina é um dos jovens que vem recebendo chances.
Mas finalmente parece que as coisas mudaram, pode ser só um pequeno passo, mas sim, o Chelsea começou a dar chance aos jovens. Moses que sofreu com a política de empréstimos, aos 25 anos recebeu a tão esperada chance e hoje é titular na maioria dos jogos. Meninos da base estão recebendo oportunidades de Antonio Conte, como são os casos de Nathaniel Chalobah, que estreou na vitória sobre o Leicester pela Copa da Liga Inglesa, Ola Aina, que fez ótima pré-temporada e, para minha surpresa, Dominic Solanke, que configura na lista do elenco oficial no site do Chelsea.

Talvez o grande anseio por conquistas faça com que o Chelsea não tenha medo de gastar valores exuberantes nas contratações, mesmo barrando os mais jovens e os obrigando a ir procurar espaço em outros clubes através de empréstimos. Entretanto, as vezes é melhor dar chance a um garoto promissor do que contratar jogadores em declínio na carreira, como tanto fez o Chelsea nos últimos anos.

Por: Paulo Vitor