Legends - Frank Lampard

Um dos jogadores mais representativos de nossa história, Frank Lampard tem mais de 600 jogos pelos blues e mais de 200 gols, sendo então, o maior artilheiro da história do Chelsea. Números estes, que o credencia a estrear o quadro "Legends".

2001/2002 - O começo
Comandado por Claudio Ranieri, o seu primeiro gol com a camisa do Chelsea veio na vitória por 3-0 diante o Levski Sofia, em jogo válido pela Copa da UEFA.  

Mesmo sem títulos, o jovem Frank chegou logo assumindo a titularidade e ajudou os blues a terminar aquela Premier League em 6º lugar.

Números da temporada: 53 jogos | 7 gols | 0 assistências | 7 cartões amarelos | 1 cartão vermelho.

2002/2003 - A confirmação
Após mais uma temporada sem títulos, a torcida começava a pressionar a equipe que com muito esforço, conseguiu terminar aquela PL em 4º lugar e ficar com a última vaga para a Champions League seguinte.

Números da temporada: 48 jogos | 8 gols | 2 assistências | 3 cartões amarelos | 0  cartão vermelho

2003/2004 - A afirmação
Já com 25 anos, Lampard alcançava a maturidade necessária dentro de campo e já era considerado uns dos líderes do vestiário londrino.

Gradativamente a equipe ia melhorando, e nesta temporada alcançou o 2º lugar na Premier League, mas ainda sem o título.

Foi em 2003/04 que veio seu primeiro gol importante em competição europeia: 2x1 contra a Lazio, em Stamford Bridge, em jogo válido pela fase de grupos daquela UEFA Champions League. Também foi nessa temporada o seu primeiro gol contra o Manchester United, que futuramente seria o principal rival na sua carreira.
Lampard comemorando um dos seus primeiros gols com a camisa do Chelsea.
Números da temporada: 58 jogos | 15 gols | 7 assistências | 5 cartões amarelos | 0 cartão vermelho

2004/2005: O adeus do jejum e a 'Era José Mourinho'
Com a chegada do português, Lampard ganhou mais liberdade para atacar, tendo em vista que Tiago e Makelelé faziam a volância
Lampard e o Special One, em sua primeira passagem.
Atuando de forma magnífica, ajudou os blues a vencer a Premier League e dar fim à um jejum de 50 anos. Os 2x0 em cima do Bolton, fora de casa, coroava uma grande campanha que credenciava o Chelsea para ser um gigante inglês e europeu. 

Foi nessa temporada que Lampard passou a ser reconhecido além dos gols, pelas assistências. 

Números da temporada: 58 jogos | 19 gols | 19 assistências | 8 cartões amarelos | 0 cartão vermelho

2005/2006: O ápice
Em alta, Lampard era considerado um dos principais jogadores do mundo na posição e em 2005, foi eleito o 2º melhor jogador do planeta, apenas atrás de Ronaldinho Gaúcho. 

De carona com seu prêmio individual, veio o bicampeonato da Premier League. Com uma bela campanha, o título foi coroado antecipadamente contra o Manchester United com um 3-0 em Stamford Bridge.
Lampard foi eleito o 2º melhor jogador do mundo em 2005.
Na Champions League, o Chelsea foi eliminado de forma precoce para o Barcelona.

Números da temporada: 50 jogos | 20 gols | 10 assistências | 9 cartões amarelos | 0 cartão vermelho

2006/2007: Campeão local
Com o segundo lugar da Premier League e com Mourinho e Abramovich em guerra, Lampard assumiu a braçadeira de capitão por um momento e levou o Chelsea aos títulos da Taça da Liga Inglesa e da Copa da Inglaterra. 

Na Champions League, foi eliminado pelo Liverpool nos pênaltis.

Números da temporada: 62 jogos | 21 gols | 16 assistências | 8 cartões amarelos | 0 cartão vermelho

2007/2008: Lesões e mais um vice inglês
Com a saída de José Mourinho, após constantes discussões com Abramovich, o Chelsea foi novamente vice-campeão inglês. Desta vez, perdeu o campeonato na última rodada para o Manchester United. 
Os comandados de Avram Grant encontraram, novamente, o Liverpool na Liga dos Campeões. No entanto, dessa vez a sorte sorriu para o lado azul. A cena marcante ficou por conta do gol de Lampard, aos 98 minutos. Dias antes, o atleta havia perdido a sua mãe. Entrou em campo com uma faixa preta no braço e, ao marcar o seu gol de pênalti, caiu no choro e deixou a emoção tomar conta.
Lampard homenageando sua mãe.


Na Champions League batemos na trave. Após empate no tempo normal e prorrogação, a disputa foi para os pênaltis e com John Terry desperdiçando a última cobrança, os blues perderam para o Manchester United. 

Números da temporada: 40 jogos | 20 gols | 13 assistências | 5 cartões amarelos | 1 cartão vermelho

2008/2009: Renovação
Em agosto de 2008, Frank Lampard assinava mais um contrato que o deixava mais 5 anos em Stamford Bridge. Provando estar ainda no auge, o inglês fez um dos gols mais bonitos da sua carreira, contra o Hull City. Felipão, após o jogo disse: "Foi o gol mais bonito que eu já vi. O meu voto para melhor jogador do mundo vai para ele. Só um jogador com a sua inteligência poderia ter feito isso."



Na Premier League, um 3º lugar sem tanto destaque. Na Champions League, caiu nas semis para o Barcelona, em um dos jogos mais polêmicos da história do torneio. O único título veio na Copa da Inglaterra, quando Lampard marcou o gol do título contra o Everton. 

Números da temporada: 57 jogos | 20 gols | 19 assistências | 5 cartões amarelos | 2 cartões vermelhos

2009/2010: Auge
Nesta temporada, Lampard só não fez chover. Os números comprovam. 

Novamente campeão inglês, desta vez com Ancelotti, os blues fizeram história com goleadas e vários jogos. Foram insuperáveis 103 gols no campeonato e 22 marcados por Frank Lampard. 
103 gols em 38 jogos coroam o Chelsea como campeão inglês.
Destaque para os 4 gols na goleada por 7 a 1 contra o Aston Villa, 2 gols no 7 a 0 contra o Stoke City e mais 2 na vitória por 7 a 2 contra o Sunderland. O gol do título foi um simples 8 a 0 contra o Wigan, com um gol do craque.

A UCL escapou novamente, mas novamente o título da Copa da Inglaterra veio. 

Números da temporada: 51 jogos | 27 gols | 18 assistências | 0 cartões

2010/2011: A pior
Lampard passou aos todo 4 meses lesionado, com problemas na hérnia e perna direita. Na UCL, foi novamente eliminado pelo Manchester United.

Números da temporada: 32 jogos | 13 gols | 5 assistências | 2 cartões amarelos | 0 cartão vermelho

2011/2012: O sonho se realizou
Com Roberto Di Matteo no comando, Lampard foi jogado mais pra trás e assim, ficou longe do gol. Na Premier League um fraco 6º lugar, mas o melhor estava por vir. 

Campeão da FA Cup contra o Liverpool, os blues tinham algo a mais para ganhar: UEFA Champions League. E de fato, venceu. 
O maior artilheiro da história do Chelsea com a tão sonhada Uefa Champions League.
Lampard foi enfim campeão europeu com seu time do coração, coroando uma carreira monumental com a camisa azul. A decisão foi contra o Bayern de Munique, vencida pelo Chelsea nos pênaltis após gol de Drogba.  


Números da temporada: 49 jogos | 16 gols | 10 assistências | 8 cartões amarelos | 0 cartão vermelho

2012/2013 - Recordes
Mesmo com o time em decadência após o título europeu e com a saída de Drogba, Lampard seguiu brilhando. Pela 10ª temporada seguida, o camisa 8 fez 10 gols ou mais. 

No dia 17/03/2013 o craque assombrou o mundo ao marcar seu gol de número 200 pelo Chelsea. Por ironia do destino, a marca veio justamente contra o West Ham, clube que o revelou. E o momento mágico chegou. O craque da camisa 8 estava com 201 gols até a partida contra o Aston Villa. Foi através de um lindo e certeiro chute de esquerda que ele empatou a partida e empatou a marca. Só isso já seria motivo para comemorar. Não satisfeito, aos 43 do segundo tempo, só escorou o cruzamento vindo da esquerda e fez história. Frank Lampard Jr. tornou-se o maior artilheiro do Chelsea no dia 11/05/2013. 
Neste dia, Lampard se tornou  o maior artilheiro da história do Chelsea.
Números da temporada: 50 jogos | 17 gols | 8 assistências | 4 cartões amarelos | 0 cartão vermelho

2013/14 - O fim de uma Era
Sem tanto brilho, Lampard teve uma temporada fraca assim como toda a equipe. No dia 2 de junho de 2014, anuncia sua saída dos blues após 13 temporadas.

Números da temporada: 40 jogos | 7 gols | 6 assistências | 7 cartões amarelos | 0 cartão vermelho

Ao todo, Lampard tem 648 jogos e 210 gols pelo Chelsea, além de 13 títulos. 

Thanks for everything, Super Frank!