O esquema que vem dando certo

São 5 jogos, 16 gols marcados e 5 clean sheets desde que Antonio Conte passou a utilizar o esquema com 3 zagueiros na Premier League. Ótimos números que já passaram por testes difíceis, como United e Everton em casa, e Southampton fora. Mas o que de fato aconteceu de tão radical para um Chelsea que estava sob desconfiança, sofrendo muito pra vencer jogos tranquilos, passar a jogar bem e convencer? A ver.

Com o primeiro esquema usado pelo treinador italiano na temporada, o 4141, foram 10 gols marcados e 9 sofridos em 6 jogos, sendo conquistados 10 pontos de 18 disputáveis. 
Neste esquema, Matic joga na segunda linha de 4, composta só por jogadores de extrema qualidade técnica, deixando o sérvio meio perdido e sem função. Além disso, vemos Ivanovic no time titular. Desde sua saída, por lesão, a melhora na equipe aconteceu.
Com o 4-1-4-1, aconteceram as derrotas para Liverpool (1-2) e Arsenal (3-0). Fatores como a defesa batendo cabeça e falhando em todos os jogos, Cahill numa fase deprimente, ataque criando pouco, Hazard nada inspirado e Willian jogando mal, fizeram com que Antonio Conte repensasse seu esquema e acabou trocando para o 343.

Mais compacto, com mais triangulações e buscando sempre diminuir o espaço do campo, o Chelsea passou a vencer bem e sem sofrer gols. David Luiz, que chegou logo falhando nos primeiros jogos, passou a não falhar e ser cirúrgico em certos lances; Cahill que até então falhava constantemente a cada jogo, passou a não falhar - ou falhar menos. 
Com Azpilicueta atrás formando a linha dos 3 zagueiros, Moses foi para a ala direita, e com mais poder de recomposição defensiva, deixou Willian no banco. 

De fato, a maior mudança é na defesa, mas, Hazard vem jogando o fino e decidindo muitos jogos, Diego Costa tem 9 gols e 3 assistências em 11 rodadas de Campeonato Inglês, sendo o artilheiro da competição. O eternamente emprestado e descartado pelos últimos treinadores dos blues, Moses vem sendo peça fundamental nesse esquema que precisa insistentemente que os alas voltem recompor a marcação. Destaque também para Marcos Alonso, que foi eleito o melhor lateral esquerdo da última Serie A Tim e vem fazendo valer a contratação. Outro criticado na época do 4141, Courtois vai batendo recordes de minutos sem sofrer gol, contando Chelsea e Seleção belga.

É muito cedo para tirar certas conclusões mais aprimoradas do estilo Conte de jogar, mas, sem nenhuma dúvida, é o esquema mais ideal para os jogadores que temos no plantel. A derrota virá uma hora ou outra, mas vale ressaltar o crescimento da equipe nos últimos 5 jogos.