Atacar e defender com 5: o segredo de Conte

Mantendo uma sequência de vitórias absurda desde que passou a jogar com 3 zagueiros, o Chelsea de Antonio Conte surpreende. Até agora são 13 jogos, 13 vitórias, 10 clean-sheets, 32 gols marcados e apenas 4 sofridos. Números assustadores se tratando de um Campeonato Inglês.

A mudança de postura e futebol jogado a partir da derrota por 3 a 0 sofrida para o Arsenal, não passa apenas pela troca de esquema tático, mas sim pelo discernimento necessário para fazer tudo funcionar dentre o sistema imposto por Conte. Por exemplo, ninguém conseguiria levar apenas 4 gols em 13 jogos tendo Cahill, David Luiz e Azpilicueta (lateral improvisado) como zagueiros, seria totalmente improvável. 

O Chelsea do 3-4-3 imposto pelo manager italiano, faz com que a equipe ataque com o mesmo número de jogadores que defende. Entenda:

ATACANDO:
(Tactical Pad/Gustavo de Araújo)
Com Hazard, Willian (ou Pedro) e Diego Costa, o sistema ofensivo ainda conta com as subidas de Moses e Alonso pelas alas, fazendo o papel de pontas por muitas das vezes. Portanto ataca com 5 jogadores, tendo opções por dentro e pelo lado do campo.

DEFENDENDO:
(Tactical Pad/Gustavo de Araújo)
Quando é exigido defensivamente, o Chelsea não sofre muito. Além da zaga composta por David Luiz, Azpilicueta e Cahill, desta vez Alonso e Moses fazem um papel defensivo, auxiliando na marcação e formando uma linha de 5 jogadores à frente da área, além de Kanté e Fàbregas (ou Matic). 

Talvez esse seja o maior segredo do esquema tático que está transformando o Chelsea no "time da moda" na Europa. Uma hora esse esquema será vencido, mas até agora os números e resultados são impressionantes.