Bom jogador, mas que só soubemos aproveitar agora

Após se destacar na temporada de 2011/2012 marcando 6 gols e 6 assistências pelo Wingan, o que chamou a atenção de muitos clubes pela Inglaterra, o nigeriano Victor Moses fechou um contrato com o Chelsea no dia 24 de agosto de 2012.

Fez 9 Gols ao decorrer do ano, saindo do banco ou entrando em minutos finais, não foi aproveitado por muito tempo. Em setembro de 2013, junto ao Chelsea acertou o seu empréstimo ao Liverpool onde tentaria voltar a se destacar. Chegou a fazer 22 jogos e marcou apenas 2 gols, não chegava a ser relacionado em muitos jogos e insatisfeito, teve sua volta ao Chelsea no final da temporada 2013/2014.

Não demorou muito até ser emprestado novamente, dessa vez para o Stoke City: empréstimo de 1 temporada. Jogou a maioria dos jogos como titular, porém, não teve uma temporada brilhante, marcando apenas 4 gols e 6 assistências.

Mais uma vez voltando ao Chelsea não chegou a ser útil para Mourinho na temporada 2014/2015, mas tínhamos um time completo, mexer no esquema daquele time no meio do campeonato poderia nos custar o título da Premier League. Portanto, Victor Moses decidiu se juntar ao West Ham, acertando um contrato de 1 temporada. Não teve um destaque no elenco do novo time, fez 30 jogos marcou apenas 3 gols e deu 2 assistências.
Moses tem 4 gols e 2 assistências na temporada 16/17.
Chegou a temporada de 2016-2017, novo técnico, e logo de cara Victor Moses começa de titular no primeiro jogo da pré-temporada. Antonio Conte estudou o elenco do time desde a Eurocopa, e em uma entrevista na pré-temporada disse que gostaria muito de contar com Moses em seu time, seria uma peça fundamental em seu esquema tático, podendo jogar em até 5 posições diferentes no campo. 

E não foi que o Conte estava certo? Moses hoje joga como um lateral avançado pelo lado direito do campo, ao lado de William/Pedro que hoje disputam a titularidade do time. Moses se tornou intocável no esquema tático 3-4-3 do manager italiano, sendo um jogador que apoia no ataque com sua agilidade e ajuda defensivamente com seus desarmes.

Contudo, podemos dizer que Victor Moses melhorou e muito com o Conte no comando do Chelsea, e claro que também conseguiu pegar experiência por diversos times que passou pela Inglaterra, o que nos resta é aproveitar essa boa fase do nigeriano e torcer para que o o nosso treinador continue melhorando o futebol dele, para que a boa fase dure.