Com mais um de Diego Costa, Chelsea bate o Hull City

Após golear o Leicester no King Power Stadium, o Chelsea contou com a volta de Diego Costa para vencer mais uma, abrir 8 pontos e jogar mais tranquilo contra Liverpool e Arsenal, próximos adversários. 

Primeiro tempo
Com a volta de Diego Costa, após lesão e muitos boatos, o Chelsea se manteve como nas outras partidas e pressionou o adversário durante toda a primeira etapa.

Logo com menos de 15 segundos, em jogada ensaiada, Diego Costa quase abriu o placar. Aos 13', Cahill e Mason tiveram um choque de cabeça e o meio campista do Hull levou a pior, a partida ficou paralisada por 8 minutos e o mesmo teve que ser substituído. 

Após essa parada, a partida ficou morna. Apenas aos 30' o Chelsea voltou a pressionar o Hull em 2 oportunidades seguidas. Primeiro em jogada de Alonso e Hazard e depois em cabeçada de David Luiz. Aos 41', Diego Costa marcou, mas o bandeira errou e marcou o impedimento.

Com 9 minutos de acréscimo, o Chelsea teve chance de abrir o placar. E abriu. Aos 45+7', Moses cruzou e Diego Costa chegou batendo no contra pé do goleiro Jakupovic. Na comemoração, o hispano-brasileiro fez gestos de "fala muito". É a 100ª partida do goleador com a camisa do Chelsea.

Diego Costa comemorando como "fala muito!", se referindo às especulações de briga com Antonio Conte.
LEIA MAIS:
Entrevista com Leonardo Bertozzi
Estamos sorteando um cachecol do Chelsea. Participe!

Segundo tempo
Sem mudança, Chelsea e Hull vieram com a mesma postura para o segundo tempo: os blues mandavam no jogo e o Hull buscava uma ou outra chance pra marcar. Com Diego Costa endiabrado, os comandados por Antonio Conte dominavam e administravam o jogo da forma mais tranquila possível. Moses foi bastante utilizado, trazendo todas as jogadas para o lado direito. 

Após os 60', o Hull City foi pra cima do Chelsea e o treinador Marco Silva tirou Davies, zagueiro, para colocar Niasse, atacante. Palavras do treinador português antes da partida: "Não temos nada a perder". Antonio Conte tirou Pedro e Hazard, para colocar Willian e Fàbregas, buscando cadenciar mais o jogo, tendo em vista que o Hull City cresceu na metade do segundo tempo. 

Aos 81', Fàbregas cobrou falta lateral na cabeça de Cahill, que antecipou os defensores do Hull City e garantiu mais 3 pontos para o Chelsea na Premier League.

Os blues voltam à campo no próximo sábado (28) pela FA Cup, contra o Brentford, em Stamford Bridge. Pela Premier League, o próximo adversário é o Liverpool em Anfield.