É preciso confiar em Antonio Conte

Mais uma data FIFA se encerrou (a última de 2017) e as coisas parecem estar se acertando em Stamford Bridge. Apesar da polêmica envolvendo David Luiz, o técnico Antonio Conte voltou a relacioná-lo para o banco de reservas na partida diante do West Bromwich. A sólida vitória por 4 a 0 fora de casa recolocou o Chelsea na terceira posição da Premier League, ainda distante 9 pontos do líder Manchester City, mas a apenas 1 do United. Os próximos desafios dos Azuis de Londres serão o Qarabag, no Azerbaijão, pela UEFA Champions League, e o Liverpool, em Anfield Road, pelo inglês.

Os temores de que esta temporada poderia ser uma repetição da 2015/16 estão praticamente dissipados e Antonio Conte parece ainda mais sólido no comando dos Blues do que há algumas semanas. A última confusão envolvendo o nome do treinador foi com o zagueiro brasileiro David Luiz, que sequer fora relacionado para a vitória diante do United. Andreas Christensen foi escalado em seu lugar e suas atuações, tanto naquele jogo quanto no de ontem, mostram que, em termos técnicos, o italiano tem razão: o dinamarquês é o presente e o futuro do Chelsea.

Ao que tudo indica, a desavença com Luiz se deu por questões de postura e comportamento, aspectos que Conte preza acima de tudo em suas relações com seus comandados. Gary Cahill também já chegou a ser barrado, mas se portou de forma bastante diferente da de seu companheiro de zaga. Não está em discussão o nível técnico de ambos: o brasileiro sempre gozou de maior prestígio junto à torcida justamente por sua qualidade e seu "faro de artilheiro", ao passo que o inglês sempre foi mais "cintura dura". Entretanto, Cahill foi homem de confiança de quase todos os técnicos que passaram por Stamford Bridge desde sua chegada.

As especulações são inúmeras tanto sobre o futuro de Conte quanto sobre o de David. Especula-se que o treinador sairá ao final da temporada e que o zagueiro pode ir para o Manchester United, juntar-se a José Mourinho. Seja como for, é preciso confiar no trabalho  e nas decisões do italiano. No momento de transição que vive o Chelsea - ao mesmo tempo que precisa estar entre os melhores da Inglaterra e da Europa, busca revelar e aproveitar melhor sua base, sem recorrer a grandes extravagâncias nos mercados de transferências -, Antonio parece a pessoa mais capacitada para conduzi-la da melhor maneira possível.
Image result for David Luiz Chelsea 2017


Este texto reflete a opinião do autor, não sendo, necessariamente, a posição deste site sobre o tema.