Por que o Chelsea deveria "recomprar" Nathan Aké

Nathan Aké está avaliado em £32 milhões. (Foto: Dan Istitene/Getty Images)

Nathan Aké, ex-zagueiro do Chelsea, está no Bournemouth desde 2017 após deixar o Stamford Bridge por cerca de 20 milhões de libras. Titular em todas as partidas da sua equipe nesta temporada e atuando em todos os minutos possíveis, Aké é para muitos o melhor zagueiro fora do top 6 na atual edição da Premier League. Valeria a pena o Chelsea ativar a opção de recompra do zagueiro holandês e apostá-lo nele como o grande nome da zaga azul?

Após um início conturbado na fase defensiva, Lampard finalmente parece ter encontrado sua dupla ideal. Zouma e Tomori vêm fazendo grandes jogos e trazendo uma segurança que não era notória nas primeiras partidas da temporada. Porém o tema central desse texto é: Aké é superior aos dois? É melhor que Christensen e Rudiger? É o zagueiro world class que o Chelsea precisa?

Aké possui, na atual Premier League, 85% de sucesso em seus desarmes, contra 52% de Tomori e 43% de Zouma. Soma 20 interceptações, contra 16 e 18, respectivamente, da dupla do Chelsea. Além disso, contabiliza 58 recuperações de bola, contra 47 de Fikayo e 53 de Kurt. Em duelos vencidos, Aké tem 38, 6 a menos que Tomori e 23 (!) a menos que Zouma, porém, em contrapartida, perdeu 3 duelos a menos que o inglês e onze a menos que o francês.

Nem só de estatísticas vive o futebol, tampouco é o suficiente para qualificar ou desqualificar um jogador. Aké é seguro, correto e pode atuar em três posições: zagueiro, volante e lateral-esquerdo. Pode vir a ser, no Chelsea, um coringa. Se virá ou não, saberemos em janeiro, caso a punição seja reduzida, ou em julho. Eu gostaria de vê-lo novamente em Stamford Bridge.

*Estatísticas: Premier League




Postar um comentário

0 Comentários