Tino Anjorin, mais uma joia a ser lapidada

Daily Mail

É bem verdade que o Chelsea, talvez, seja o clube que mais tem revelado talentos na atual temporada. Os Blues são conhecidos mundialmente pela brilhante e vitoriosa base que possuem, entretanto nunca souberam aproveitar bem os talentos locais, preferindo muitas das vezes contratar jogadores caros. No entanto, tal fato mudou radicalmente após Frank Lampard assumir o comando técnico da equipe.
Seja por escolha e/ou pela proibição da instituição em comprar jogadores, Frank recorreu a diversos destaques da base do clube na tentativa de manter o status do Chelsea entre a elite europeia. Depois de Tammy Abraham, Mason Mount, Fikayo Tomori, Billy Gilmour e Reece James, tudo indica que o próximo jovem a ser lançado é o meio-campista Tino Anjorin.
SOBRE ANJORIN
Em síntese, nascido em uma família de origem nigeriana e apaixonada por futebol, Anjorin foi batizado de Faustino para homenagear o ex-atacante do Newcastle e da seleção colombiana, Faustino Asprilla. Já seu irmão mais novo chama-se Zico, em memória a lenda brasileira e maior ídolo da história do Flamengo. É uma tradição entre eles, comprovando que a obsessão pelo futebol faz parte da história da família.
VOCÊ VOTA!
Sheriff, pai de Tino, foi o grande incentivador do garoto em seus primeiros passos, desempenhando papel primordial no acompanhamento de seu desenvolvimento/crescimento. Ele revelou ao site ‘Goal’ que desde muito pequeno, seu filho já era diferente e dominava os adversários.
"Quando tinha três anos e meio, ele foi e se juntou a uma sessão de treinamento com crianças de seis anos. Ele estava driblando melhor e atirando com mais força do que os mais velhos", disse.
Anjorin já foi chamado de "Novo Michael Ballack." (Foto: Divulgação)

"Depois disso, ele era sempre o jogador de destaque; as pessoas o conheciam antes mesmo de ele saber como soletrar seu nome. Ele é um meio-campista marcador de gols, no estilo de Frank Lampard. O técnico do Chelsea era um dos seus ídolos, assim como Lionel Messi e Zinedine Zidane", contou.
"Ele tem um alto nível de habilidade técnica, ótima qualidade de acabamento e um bom alcance de passes. Sentimos que o ambiente do Chelsea era perfeito para o Tino. Isso realmente o estimulou. O treino sempre foi mais difícil que as partidas, ele é altamente competitivo e só quer entrar em campo e vencer o adversário", finalizou Sheriff.

CHEGADA AO CHELSEA E PERSPECTIVAS FUTURAS

Faustino Adebola Rasheed Anjorin, Tino Anjorin, chegou ao Chelsea no sub-7, foi subindo com o passar dos anos para as outras categorias e agora vive a expectativa de ganhar mais minutos na equipe de Frank Lampard. 
Com uma imposição física diferenciada, comparada a Ruben Loftus-Cheek, muito por conta de sua estatura, Tino, de 18 anos de idade, tem sido o principal atleta do time juvenil dos Blues na atual temporada. Em resumo, são 11 gols e seis assistências até o momento.
OPINIÃO
Nascido em Poole, cidade costeira e portuária, situada no litoral sul da Inglaterra, Anjorin fez sua estreia no time principal no final de setembro, contra o Grimsby Town, pela Carabao Cup. Enquanto sua primeira aparição na Premier League ocorreu no último jogo do Chelsea antes da paralisação do campeonato (devido a pandemia do novo coronavírus), em vitória por 4 a 0 sobre o Everton, onde acabou saindo do banco de reservas nos minutos finais da partida.
Nos confrontos contra Grimsby e Everton ficou claro que ele não terá dificuldades de adaptação ao futebol profissional. Graças a sua estatura, imposição física e noção de posicionamento, tudo leva a crer que em um futuro próximo, poderá sim cavar uma vaga no meio-campo de Lampard.
RENOVAÇÃO DE CONTRATO COM O CLUBE
O Chelsea tem adotado uma política de valorização e confiança em seus talentos vindos da base. Jogadores como Callum Hudson-Odoi, Mason Mount e Fikayo Tomori já assinaram renovação contratual nos últimos meses.
Por outro lado, Tino Anjorin ainda não chegou a um acordo com o clube para estender seu vínculo. Informações advindas da imprensa inglesa dão conta de que as conversas estão em curso há algum tempo, e que nos últimos dias as tratativas evoluíram rumo a um final feliz (renovação). Os Blues querem amarrar Anjorin até 2025 em Stamford Bridge.

Postar um comentário

0 Comentários