Werner começa bem pelo Chelsea

Werner foi muito partipativo na sua partida de estreia pelo Chelsea na Premier League.

Timo Werner chegou do Leipzig com status de um dos principais atacantes da Europa. Na última temporada, foram 34 gols e 13 assistências em 45 jogos pela equipe alemã. No Chelsea, o novo camisa 11 já acumula boas atuações em dois jogos contra o Brighton: em amistoso de pré-temporada e na estreia da Premier League.

Werner oferece ao Chelsea algo que o elenco de Frank Lampard não possui e que o clube não vê há muito tempo: um 9, que na verdade veste a 11, veloz, móvel, que cria e define. Werner é completo e é completamente compreensível o hype em torno do jogador após os blues passarem temporadas e mais temporadas com Morata, Higuaín, o esforçado Giroud e o ainda inexperiente Tammy Abraham.

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

No primeiro jogo oficial, Werner foi o melhor do Chelsea em campo, dividindo o imaginário prêmio com Reece James. Correu o campo todo, pressionou a primeira bola, apareceu pela direita e esquerda, finalizou, criou e sofreu o pênalti que abriu o placar. Tudo isso no seu primeiro jogo na Premier League. Na entrevista pós-jogo, disse nunca ter enfrentado uma linha de 3 zagueiros tão altos e fortes como a do Brighton, mas mesmo assim se saiu bem.


Werner teve aproveitamento de 79% nos passes na estreia, sendo 1 decisivo. Dos 3 dribles que tentou, obteve sucesso em 2. Finalizou 5 vezes e sofreu 2 faltas. Foi um jogador extremamente participativo, mas que sentiu falta de pontas mais velozes - Lampard optou por Loftus-Cheek na esquerda e Havertz na direita, encurralando o jogo todo pelo centro.

As primeiras impressões de Timo Werner com a camisa do Chelsea são ótimas e a tendência é que o alemão evolua cada mais vez formando o trio de ataque com Pulisic e Ziyech.



Postar um comentário

0 Comentários