O início arrasador de Hakim Ziyech

Ziyech comemora seu primeiro gol com a camisa do Chelsea, na partida contra o Burnley. Meia estreou com gol e assistência. Foto: REUTERS/Alex Pantling

Após a punição imposta pela FIFA por irregularidades na contratação de jovens menores de 18 anos, o Chelsea foi às compras na janela de verão de 2020 e trouxe nada menos do que 6 reforços para a equipe principal (sem contar Xavier Mbuyamba, que integra o sub-23, e Malang Sarr, emprestado ao Porto). Havia - e, em alguma medida, ainda há - muita expectativa em relação ao que Werner, Havertz e Thiago Silva poderiam trazer à Premier League, ou mesmo até uma certa desconfiança sobre Edouard Mendy. O menos badalado dos reforços de maior renome, sem dúvida, era Hakim Ziyech, que havia se destacado naquele Ajax semifinalista da Champions League de 2018, mas que não se sabia ao certo qual impacto sua contratação provocaria na equipe dos Blues.

> Todos os episódios do Podcast Of Stamford 

INSCREVA-SE NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Pois bem, sete jogos após sua estreia, a inegável qualidade técnica e o entrosamento com os colegas de equipe começam a dar as caras e o marroquino parece cada vez mais ambientado a seu novo clube. Até o momento, já são 2 gols marcados e 3 assistências distribuídas, duas delas na vitória de hoje, sobre o Sheffield United, por 4 a 1, em Stamford Bridge. Para quem foi contratado com a missão de substituir o brasileiro Willian, Ziyech até o momento vem desempenhando a contento seu papel, e a expectativa é de que continue crescendo.

Já é possível perceber que a principal característica do jogador é a bola longa, sempre buscando o atacante ou quem esteja infiltrando pelo meio da defesa adversária, ou mesmo o lateral ou ponta pela esquerda. Essas inversões rápidas conseguem, muitas vezes, encontrar um companheiro entrando de frente para finalizar, enquanto os oponentes precisam ajustar o corpo para fazer o corte enquanto correm na direção do próprio gol. No jogo de hoje, os números do meia atestam exatamente isso: 6 passes chave, 3 grandes oportunidades criadas, 6/8 bolas longas completadas e 3/5 cruzamentos completados.

Com 2 assistências na goleada sobre o Sheffield United, Ziyech foi, novamente, o melhor jogador do Chelsea.
Foto: Getty Images

Finalmente, é preciso destacar que o Chelsea volta a ser forte nos cruzamentos na área originários de escanteios como não era desde os tempos de Frank Lampard. Nesse quesito, os méritos de Hakim ficam ainda mais evidentes no jogo de hoje, ao passar pefeitamente para os gols de Chilwell, o segundo do Chelsea na partida e que conferiu maior tranquilidade à equipe da casa para construir a goleada, e de Thiago Silva, o primeiro do brasileiro com a camisa azul. Resta claro que Ziyech não trocou Amsterdã por Londres a toa e que ele sabe que a pressão de jogar no maior de Londres é grande, mas o nível de atuação que temos visto até aqui deixa o torcedor tranquilo de que a ponta direita está muito bem ocupada.


Postar um comentário

0 Comentários