Chelsea e Fulham: O clássico que o tempo "esqueceu"

Getty Images via Crowdwisdom.live

Hoje (16), o Chelsea visita Craven Cottage, às 14h30, e embora os Blues tenham adquirido um arsenal de novos rivais nas últimas décadas (perdoem o trocadilho), historicamente os Cottagers são o maior rival dos azuis de Londres, você sabe o porquê?

Chelsea e Fulham fazem parte das quatro equipes que compõem o dérbi do Oeste de Londres, juntamente com Brentford e Queen's Park Rangers. Entretanto, a proximidade geográfica dos dois clubes e a maior visibilidade em tempos recentes os faz protagonistas do clássico. Nas últimas décadas a importância dessa partida arrefeceu para os torcedores do lado azul, dado o crescimento das ambições do Chelsea, mas o Fulham ainda vê nos Blues seu maior rival, e a rusga mais do que centenária data desde antes do nascimento do clube de Stamford Bridge.


Em 1896, Gus Mears, empresário local, adquiriu o Stamford Bridge Athletics Ground, em plena Fulham Road, no coração de Londres. Reformou o complexo e precisava de um clube para usufruir das instalações. A resposta óbvia seria o clube da vizinhança, mas os valores não agradaram, as negociações falharam e o Fulham ficou em Craven Cottage, sua casa até hoje.

Sem outros candidatos, Mears se viu numa posição delicada, tendo investido um bom dinheiro no negócio, cogitou a ideia de vender o espaço a Great Western Railway Company, que transfomaria o local num depósito de carvão. Reza a lenda que dias depois do negócio com Henry Norris, presidente do Fulham, ir pro brejo, Gus se reuniu com amigos num pub e de lá saíram determinados a fundar seu próprio clube de futebol, nascia assim o Chelsea Football Club, nomeado em homenagem ao Royal Chelsea Hospital, instituição com quase três séculos de existência, dedicada à auxiliar os veteranos de guerra.


O fato causou alvoroço na torcida dos Cottagers e instantaneamente firmou-se uma disputa local entre as equipes. O auge dessa rivalidade se deu entre e após as duas Guerras Mundiais, quando os jogos tiveram uma das maiores médias de público do campeonato. As décadas de 50 e 60 marcaram um período de boas campanhas do Chelsea, enquanto o Fulham amargou longas fases em divisões inferiores. Estranhamente, isso não enfraqueceu a rivalidade. Quando as equipes voltaram a se encontrar nos anos 70 e 80, o público veio em peso mais uma vez.

Clive Mason/Getty Images Europe)

Nos anos 90 e 2000 a diferença de divisões mais uma vez separou as equipes, e a falta de confrontos regulares faz do jogo um dos mais aguardados pelas torcidas, em especial do Fulham, que teve seu orgulho ferido por ter sido superada pela equipe do estádio que rejeitou. Os Blues constantemente abusam da corneta sobre os rivais locais, que por sua vez comemoram quase como um título quando conseguem superar o primo rico, que pode-se dizer, existe unicamente por "culpa" do próprio Fulham.


Curiosamente, tanto Chelsea quanto Fulham contam com ex-lendas do clube como atuais treinadores, Frank Lampard e Scott Parker, respectivamente, e ambos chegaram a atuar juntos pelos Pensioners , na temporada 2004/2005. Logo menos eles se encontram para um confronto à beira do gramado. Que vença o melhor.

Postar um comentário

0 Comentários